sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

A consulta parte 2...

Depois daquele episódio já não dormimos mais. Lá nos fizemos ao caminho e a colheita foi feita. O meu marido sempre habituado a grandes volumes ficou deprimido com a quantidade que recolheu. 

A minha consulta com a doutora Susana Fraga era também nesse dia mas no final da tarde, perguntei ao secretário se valeria a pena ir mais cedo e ele disse para lá estar depois do almoço. Ainda eu esperava pela colheita do marido quando o Miguel me vem dizer que a médica nos atendia naquela hora, top top.

Devo confessar que não morro de amores pela doutora Susana... Não sei, acho-a fria, sem sal, sempre com o mesmo tom monocórdico e de muitas poucas palavras. Acho também que é por ser TÃO diferente do doutor Nuno, gosto tanto dele que não me ajuda nada a gostar dela. Mas enfim é o que há e foi uma fix em atender-nos mais cedo.

Não disse nada de novo, disse que ah e tal ainda bem que temos boas notícias vamos então marcar o tratamento para Julho... Julho?? Sério?? Ah pronto pode ser Junho!! Ok uou muito bom...

Respondeu a meia dúzia de questões, sempre com o mesmo tom e com um ar que não sei bem definir. Marcou consulta de psicologia e, quando lhe perguntei se era mesmo obrigatória uma vez que somos mesmo de longe respondeu sim é obrigatória e de longe são vocês e todos os outros... Really? 

Não gostei nada da observação já nem me lembro bem o que lhe respondemos mas pronto, saímos de lá com consulta marcada com ela e com a psicóloga para Maio. 5 meses o que é isso ora essa um refresco 💩

Até lá mantém-se o programa das festas no que à medicação do meu marido diz respeito. Continuámos na luta pelos "pregnyls" deste país, já perdi a conta a quantas farmácias ligamos nos entretantos. Obrigada mais uma vez à Andreia e ao marido que amavelmente nos levou ao Porto uma caixinha que ainda tinha perdida lá por casa.

Algo me diz que dentro em breve estas duas alminhas rumam até terras Inglesas para ir buscar medicação... Infertilidade a quanto obrigas! Chato chato


A consulta parte 1...

Antes de mais quero dizer que estou fartinha de festas e jantares e convívios assim no geral. Não posso mais, não aguento mais, só quero uns dias sossegada no meu sofá no qual não sento o traseiro desde antes do Natal!! 

Por estes motivos este post vem tão tardio...

No dia 20 lá fomos congelar os nossos bichinhos. Na noite anterior já me deitei tarde (para não variar) e andei imenso tempo às voltas na cama até conseguir adormecer. Tínhamos que acordar às 6h da manhã. 

Às 4h da manhã acordei com o meu marido completamente esbaforido a rogar pragas por todo o lado e eu, estremunhada, sem perceber nada do que se estava a passar. A última coisa que podia imaginar era que, a 5h de fazer a colheita, o senhor meu marido tinha tido nada mais nada menos que um sonho molhado...

Primeiro fiquei parva a olhar para ele e para toda a sua raiva/preocupação, o rapaz só dizia, como é que isto é possível, não me acontecia desde os 16 anos, isto é o meu subconsciente a fazer merda... Depois disto ri-me como uma perdida!!

Ainda ponderamos não ir à colheita mas decidimos ir, colher o que houvesse para colher, e ligar ao urologista para saber se era necessário repetir a colheita. 

Estamos neste momento à espera da resposta do urologista, obviamente o meu marido não quis contar ao médico o que aconteceu ahahahahah ainda me rio quando penso nessa noite.

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Feliz Natal

Feliz Natal meus queridos!!

Este ano o meu será tristinho, não há como não ficar com o peito apertado. Será um Natal em que toda a família terá que segurar as lágrimas... Fingir alegria onde no fundo só há tristeza.

Sei de antemão que 2018 será um ano terrível... Espero pelo menos ter o meu tão esperado positivo para que haja algum alento este ano.

Que todos vocês tenham um Natal mais quentinho!

Frozen Sprem


Amanhã os nossos "meninos" vão ser congelados... Pobres coitados, é certo que estamos no Inverno e que as temperaturas não andam propriamente amenas mas ser congelado não deve ser uma cena fixe.

Portem-se bem meninos aguentem-se firmes!! isto não soa muito bem :), vamos só preparar o forninho da mãe para que vocês possam lá chegar.

pa·ci·ên·ci·a

(latim patientia-ae)
substantivo feminino
1. Capacidade de tolerar contrariedadesdissaboresinfelicidades. = RESIGNAÇÃO ≠ IMPACIÊNCIA
2. Sossego com que se espera uma coisa desejada.
3. Perseverança.
4. Demora nas coisas que se deviam executar prontamente.
5. Sofrimento em pontos de honra.
6. Passatempo ou jogo de uma pessoa .
7. [Botânica Labaça.
interjeição
8. Designativa de resignaçãoconformidade.


Dia 28 de Outubro, após muitos percalços, encontrámos a casa que pode bem vir a ser a nossa Home Sweet Home. Três semanas depois, uma avaliação que seria rápida, coisa de poucos dias, ainda não aconteceu...

Haja paciência! 

O que vale é que efectivamente há :) Lidando com a infertilidade também não há muito como não haver... Tudo é uma longa espera... 

Somos mesmo gajos muito pacientes nós,  e esta é uma característica das nossas personalidades que me encanta 💓

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Yin e Yang, Karma ou mesmo só a lei da Vida

Há dias lia aqui no blog o meu "adeus" a 2016 e o meu olá a 2017 pedindo-lhe que fosse meiguinho, que me desse um filho, que fosse mais fácil do que 2016, que me tinha levado um familar muito rápido e dolorosamente... Pensava eu que, apesar de não me ter dado um filho tinha sido imensamente melhor que 2016 esquecendo-me naquele momento que 2017 ainda não tinha acabado.

Fomos brindados estes dias com a notícia de mais um familiar doente, muito doente! E isto de dizer a notícia é mesmo uma boa treta pois, sendo nós os dois da área da saúde, somos sempre os primeiros a saber estas coisas e somos sempre nós a dar a notícia à família e deixem-me dizer-vos que é uma boa MERDA!

Da outra vez foi uma dor de cabeça que afinal era um cancro e que e menos de 2 meses me levou uma pessoa muito querida...Desta vez foi uma dor de barriga que afinal é cancro e que em poucos meses me vai levar outra pessoa querida... 

Terça, depois de toda a euforia do dia, o meu marido recebe uma chamada da oncologista a dizer-lhe que afinal o que já era mau é muito pior, que a cirurgia que se ia fazer já não vai ser feita e que o passo era administrar já morfina porque as dores daquele tipo de cancro são muito fortes...

Tenho neste momento um familiar querido com poucos meses de vida, ele não sabe ninguém da família sabe a não ser eu e o meu marido... É tão duro! 

Não sei que faça, conto já? Espero que passe o Natal? (é seguramente o seu último Natal)...
O Natal é e sempre foi em casa desta pessoa... É o último Natal tal e qual como sempre o conheci...

Fo#a-se!!! É uma pessoa nova, não fuma não bebe sempre levou uma vida tranquila!! FO%a-se!!!

Não aguento isto!! Nunca há nada a fazer, sabemos sempre das merdas quando já não há nada a fazer NADA...

Queria tanto fechar os olhos e esta merda ser toda mentira!!

Da consulta...

Ontem foi dia de mais uma consulta com o urologista Nuno Rossano. As consultas são sempre marcadas para a hora que houver livre mas, por questões laborais, estamos sempre no CMIN por volta das 8h da manha e o doutor Nuno atende sempre mais cedo. Nunca tivemos problemas em chegar ao trabalho a horas depois. 
Ontem, mais uma vez por questões laborais, tivemos que ir em dois carros até determinado ponto e só dali seguir os dois, isto fez-nos chegar ao CMIN às 8.30h. Não sei se por isso ou se, como o médico vai de férias, marcaram mais consultas mas o meu namorido foi o último a entrar para o espermograma. 

12.30 e ainda nós aguardávamos tranquilamente pela consulta, tranquilamente é como quem diz porque o pequeno almoço tinha sido às 6.30h da manha e a fome já era mesmo muita. Doutor Nuno vem à porta chamar outro utente olha para mim encolhe os ombros e diz-me "ainda não me disseram nada, aguardo notícias do vosso espermograma", senhor entra na sala e ele diz "vou lá ver se já há novidades" sorri-lhe ele entra noutra porta e segundos depois sai de sorriso de orelha a orelha olha para nós e faz um 3 com os dedos quase aos pulinhos de alegria. Eu juro que não estou em nada a exagerar aquele médico é qualquer coisa mesmo tenho 100% de certeza que ele vibra tanto com as nossas boas notícias como nós, se neste momento fechar os olhos ainda o consigo ver a sair daquela sala de sorriso rasgado a mostrar-me um 3 com os dedos... Eu só me ria, o meu marido perdeu-se ali um bocado no meio e não se apercebeu bem o que aconteceu. O médico foi atender o outro senhor e disse "vá até já, já falamos". O meu namorido lá me perguntou o que raio aconteceu e eu disse-lhe que havia três espermatozóides, que eram excelentes notícias!!

Nos minutos seguintes em que aguardamos a nossa consulta o meu namorido só dizia, "três?? não podem ser três!! devem ser 3mil 3milhões!! não podem ser 3!" Eu só me ria, sabia eu lá se aqueles 3 dedos levantados eram 3, 3mil ou 3 milhões?! a dada altura diz-me ele "tu queres ver que eu vou mesmo ser pai?" Foram minutos tão bons aqueles... Que dois tolinhos na risota naquela sala de espera, o casal atrás de nós já sorria também com aquilo tudo :) Nós íamos completamente preparados para o zero, 3 não é nada mas para nós significa tanto!!

Lá fomos chamados e o médico confirmou que a embriologista tinha mesmo visto três espermatozóides que lhe pareceram ter boa qualidade. Quando o médico saiu da sala dela ela ainda veio atrás dele a dizer-lhe doutor doutor ainda estou no início três é o mínimo...
O médico explicou que a embriologista estava ainda a ver porque o sr meu namorido tem o dobro dos mililitros esperados portanto é um volume muito grande de esperma para analisar (marido fica muito inchado com esta informação, enfim homens).
Explicou que era óptimo haverem espermatozóides mesmo que fossem só três, que era sinal que o corpo dele estava a responder bem à medicação e que certamente dali a 3 meses haveriam muitos mais. 

Pediu para irmos à consulta com a nossa médica, a doutora Susana Fraga, pois como as listas de espera são grandes, já nos quer inscritos para uma ICSI.

Pediu para manter a medicação e aqui estamos com um GRANDE problema. O pregnyl deixou de ser fabricado e já não se consegue em lado nenhum... O médico não sabe o que vem substituir o pregnyl e não quer nesta fase estar a fazer experiências com o meu marido. Conseguimos 3 caixas numa farmácia e uma queridona do grupo de mãe para mãe cedeu-nos mais duas que já não lhe fazem falta. Para imaginarem o grau de desespero já liguei para todas as farmácias aqui da zona, nenhuma tem, já temos gente à procura no Brasil e uma outra amiga a tentar em Inglaterra... Ainda vamos tentar na Alemanha também. Se houver por aqui alguém que tenha algumas caixinhas que já não lhe façam falta por favor avisem que nós vamos buscar a qualquer lado! No fim de semana vamos tentar ligar para as farmácias todas deste país, de norte a sul, que apareçam na net para tentar a sorte e ver se alguma tem eventualmente algumas em stock. 

No parque de estacionamento o meu namorido continuava, 3?! A sério?! Tanta pica tanto dinheiro gasto e só lá estão 3?! (isto sempre com mega sorriso que ele queria mais mas a felicidade por estarem ali 3 era muita) a fulana não deve estar a ver bem, eu vi lá uma zona mais escura e não sei que mais, eu aposto que estão lá uns milhões! E mais risota! Mais uma vez dois tolinhos no parque de estacionamento.

Estávamos nós a caminho de casa, eu já com 2h de trabalho perdidas, o meu marido com todo um dia de trabalho perdido, ele a conduzir eu a ligar para todas as farmácias da minha zona quando o telemóvel do meu marido toca e era o Doutor Nuno.

Namorido dizia, "sério? mesmo? quando quer que e vá aí? terça? ok ok eu posso ir todas as semanas se quiser, ok ok" eu sem perceber nadinha!

Desligou, olhou para mim, abriu o sorriso e disse "EU BEM TE DIZIA!! QUAIS 3..." 

A embriologista encontrou uma zona com vários milhões!!!  Terça-feira vai fazer nova recolha pois com esta questão da medicação o médico quer congelar tudo o que puder!! Vocês não têm ideia da alegria!! Ele foram risos dança parva no carro beijos gritinhos parvos!

Eu sei que não é garantia de nada mas é uma vitória tão tão grande!! Há meses nós íamos avançar para um dador, há meses não havia nada que pudesse dar um filho biológico ao meu marido, há meses, aliás, há 3 meses, havia zero espermatozóides, e agora há milhões... Ainda nem estamos em nós! Para terem ideia, o meu marido passou de total infértil a, não fossem as minhas estúpidas trompas, poder neste momento ter-me engravidado naturalmente!!

Temos um longo caminho pela frente ainda mas, se nos permitimos chorar as derrotas, vou permitir-me E MUITO celebrar esta vitória!!

Desculpem este testamento mas o dia foi tão longe e cheio como este post <3